Capitalism, Social Issue and Social Deprotection of Adolescent officers in Barbarian Times

  • Bruna Carolina Bonalume Universidade Estadual Paulista
  • Adriana Giaqueto Jacinto Universidade Estadual Paulista
Keywords: Adolescence, Criminality, Social issues, Social deprotection

Abstract

The debate surrounding the adolescent who commits infringements is permeated by various conceptions and ideologies, which are grounded in a class society governed by capital. The classist, exclusionary and selective character is rooted in the Brazilian juvenile penal system and makes explicit the attempt to maintain the logic of marginalization, criminalization of poverty and blatant naturalization of the social issue. This scenario brings against the background the perversity of the violation of the fundamental rights of this population to the detriment of the expansion of public policies that are really capable of sustaining a model of integral social protection.

References

Baumam, Z. (2001). A sociedade individualizada: vidas contadas e histórias vividas. Rio de Janeiro: Zahar.

Brasil, Ministério dos Direitos Humanos (MDH). (2018). Levantamento Anual Sinase 2015. Brasília: Ministério dos Direitos Humanos.

BrasiL, Lei nº 8.069 de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente. 1990. Diario Oficial da União, Poder Legislativo, Brasília, DF, 13 jul. 1990. Disponivel em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/18069.htm>. Acesso em: 14 de julho de 2019.

Brasil, Lei nº 12.594 de 18 de janeiro de 2012. Dispõe sobre o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE). 2012. Diario Oficial da União, Poder Legislativo, Brasília, DF, 12 jan. 2012. Disponivel em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2012/Lei/L12594.htm. >. Acesso em: 14 de julho de 2019.

Comisión Económica para América Latina y el Caribe (CEPAL). (2018). Panorama Social de América Latina, 2017 (LC/PUB.2018/1-P), Santiago.

Fernandes, F. (2005). A revolução burguesa no Brasil: ensaio de interpretação sociológica. São Paulo: Globo.

Fundo das Nações Unidas. (2018). Bem estar e privações múltiplas na infância e adolescência no Brasil. Brasil: UNIFEC.

Imamoto, M. V. (2001). O serviço social na contemporaneidade: trabalho e formação profissional. São Paulo: Cortez.

— (2011). Serviço social em tempo de capital fetiche: capital financeiro, trabalho e questão social. São Paulo: Cortez.

Iamamoto, M. V.; Carvalho, R. de. (2005). Relações sociais e serviço social no Brasil: esboço de uma interpretação histórico-metodológica. São Paulo: Cortez.

Instituto Sou da Paz (2018). Aí eu voltei para o corre: Estudo da reincidência infracional do adolescente no Estado de São Paulo. São Paulo: Instituto Sou da Paz.

Leal, D. M.; Macedo, J. P. (2017). A penalização da miséria no Brasil: os adolescentes “em conflito com a lei”. Textos & Contextos, 16(1), pp. 128-141, jan./jul. <https://doi.org/10.15448/1677-9509.2017.1.24550>.

Marini, R. M. (2000). Dialética da dependência. São Paulo: Editora Vozes.

Marx, K. (2010). Glosas críticas marginais ao artigo “O rei da Prússia e a reforma social”. Por um prussiano. São Paulo: Expressão Popular.

— (2013).O capital. Livro 1. Critica a economia política. São Paulo: Boitempo.

Paniago, M. C. S. (2014). Crise estrutural e a centralidade das classes sociais. R. Katál., 17(1), p. 41-49, jan./jun.

Paulo Netto, J. (2007). Desigualdade, pobreza e Serviço Social. Em Pauta, 19, pp. 134-170.

Scherer, G. (2013). Serviço social e arte: juventudes e direitos humanos em cena. São Paulo: Cortez.

Scisleski, A. C. C. et al. (2015). Medida socioeducativa de internação: estratégia punitiva ou protetiva? Psicologia e Sociedade, pp. 505-515.

Tejadas, S. S. (2005). Juventude e ato infracional: as múltiplas determinações da reincidência. 2005. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

Zaffaroni, E. R. (2012). A palavra dos mortos: conferências de criminologia cautelar. São Paulo: Saraiva.

Wacquant, L. (2001). As prisões da miséria (trad. André Telles). Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

Published
2021-01-29
How to Cite
Bonalume, B. C., & Jacinto , A. G. (2021). Capitalism, Social Issue and Social Deprotection of Adolescent officers in Barbarian Times. SOCIAL REVIEW. International Social Sciences Review / Revista Internacional De Ciencias Sociales, 10(1), pp. 35-43. https://doi.org/10.37467/gka-revsocial.v10.2509
Section
Research articles