Biologando: a tecnologia digital no ensino de Biologia / Biologando: Digital Technology in Teaching Biology

  • Felipe de Lima Almeida Universidade Estadual da Paraíba
  • Filomena Maria Gonçalves da Silva Cordeiro Moita Universidade Estadual da Paraíba

Resumen

ABSTRACT

The use of digital technologies in education is providing a dialogic relationship between teachers and students by the fact that it constitutes itself as a means of relevant pedagogical possibilities that make the most dynamic teaching. The emergence of homo zappiens generation reveals that the school as an institution is not yet fully ready to meet this new generation born amid the technology and is present in the educational system. In this regard, the Virtual Learning Environment (VLE) emerges as a tool in order to improve the quality of education through Information and Communication Technologies (ICT), which allows the student to a higher performance in learning and places the school environment in their daily lives. The objective of this work is to research on the contributions of a VLE for teaching Biology with students from first grade of secondary education at a private school in the city of João Pessoa, Paraíba, Brazil. The analysis of VLE contributions showed that the use of digital technology presents itself as an appropriate tool for teaching content that requires a greater commitment of time, contributing to the formation and strengthening of critical thinking, evaluation and autonomous of the student

RESUMO

A utilização das tecnologias digitais na educação vem proporcionando uma relação dialógica entre professores e alunos pelo fato da mesma constituir-se como um meio de relevantes possibilidades pedagógicas que tornam o ensino mais dinâmico. O surgimento da geração homo zappiens, nos revela que a escola como instituição ainda não está inteiramente pronta para atender a essa nova geração que nasceu em meio à tecnologia e está presente no sistema educacional. A este respeito, o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) surge como uma ferramenta no intuito de melhorar a qualidade do ensino através das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), o que possibilita ao aluno um maior desempenho na aprendizagem e insere o ambiente escolar no seu cotidiano. O objetivo deste trabalho é pesquisar sobre as contribuições de um AVA para o ensino de Biologia com estudantes da primeira série do ensino secundário de uma escola privada na cidade de João Pessoa, Paraíba, Brasil. A análise das contribuições do AVA mostrou que a utilização da tecnologia digital apresenta-se como uma ferramenta apropriada para o ensino de conteúdos que requerem uma maior dedicação de tempo, contribuindo para a formação e aprofundamento do pensamento crítico, avaliativo e autônomo do discente.

 

Contato principal: micheleueno@usp.br

Biografía del autor/a

Felipe de Lima Almeida, Universidade Estadual da Paraíba
Possui graduação em Ciências Biológicas (2013) pela Universidade Estadual da Paraíba – UEPB. Especialista em Novas Tecnologias na Educação (2014) pela Universidade Estadual da Paraíba – UEPB. Aluno do Mestrado em Ensino de Ciências e Educação Matemática com área de concentração no Ensino de Biologia na Universidade Estadual da Paraíba – UEPB. Membro do grupo de pesquisa Tecnologia Digital e Aquisição do Conhecimento (TDAC) da Universidade Estadual da Paraíba – UEPB. Professor efetivo do Serviço Social da Indústria – SESI / Federação das Indústrias do Estado da Paraíba – FIEP. Possui experiência nas áreas de Biologia e Tecnologia e desenvolve trabalhos nos seguintes temas: metodologias inovadoras no ensino de Biologia, o uso de softwares educacionais na abordagem dos conteúdos de Biologia, utilização da robótica em sala de aula, jogos educativos, e tecnologia da informação e comunicação. Mentor da equipe de robótica do SESI na cidade João Pessoa, Paraíba, Brasil, onde conquistou o prêmio de primeiro lugar na categoria de pesquisa com solução inovadora no torneio da First Lego League – FLL World Class na etapa regional de Natal-RN (2014).
Filomena Maria Gonçalves da Silva Cordeiro Moita, Universidade Estadual da Paraíba
Doutora em Educação na área de concentra- ção em Educação, Comunicação e Cultura pela Universidade Federal da Paraíba, bolsista CAPES fez doutorado sanduiche na Universidade de Lisboa. Professora Adjunta da Universidade Estadual da Paraíba faz parte do corpo permanente dos Programas de Pós-graduação Mestrado em Ensino de Ciências e Educação Matemática e Mestrado Profissional em Formação de Professores da Educação Básica da Universidade Estadual da Paraíba - UEPB. Com publicações em periódicos especializados, trabalhos em anais de eventos nacionais e internacionais, capítulos de livros e livros publicados. Possui três softwares educativos sobre games no ensino. Orientadora de trabalhos de iniciação científica, trabalhos de conclusão de curso, de especialização, mestrado e coorientação de doutorado com ênfase nas áreas de tecnologia e aquisição do conhecimento, tecnologia e ensino de ciências e matemática, TIC e formação de professores, letramento digital, didática e metodologia das ciências. Coordenadora do Grupo de Pesquisa TDAC- Tecnologias Digitais e Aquisição do Conhecimento (cadastrado no CNPq desde 2002). Membro da Rede Brasileira de Jogos eletrônicos e da Comunidade Científica Portuguesa de Videojogos.

Citas

Ally, M. (2004). Foundations of Education Theory for online learning . In. Anderson, T.; Elioumi, F. Theory and Practice of Online Learning. Athabasca: cde.athabascau.ca/online_book.

Almeida, D. A. (2009). TIC e educação no Brasil: breve histórico e possibilidades atuais de apropriação. Pró-discente , 15 (2), 8-16.

Almeida, M. E. B. (2012). Tecnologia e Educação a Distância: abordagens e contribuições dos ambientes digitais e interativos de aprendizagem. Revista Brasileira de Educação a Distância, 20 (110), 6-15.

Antonio, J. C. (2009). Uso pedagógico do blog – o Edublog, Professor Digital , SOB. Disponível em: <http://professordigital.wordpress.com/2009/10/26/uso-pedagogico-do-blog-oedublog/>. Acesso em: 15 de novembro de 2014.

Brasil. (1998). Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: introdução aos parâmetros curriculares nacionais. Brasília: MEC/SE.

— (1999). Ministério da Educação, Secretaria de Educação Média e tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio . Brasília: Ministério da Educação.

Carneiro, J. D. (2010). Sem medo da tecnologia. Revista TV Escola . 2, 27-33.

Cebrian. J. L. (1999). A rede: como nossas vidas serão transformadas pelos novos meios de comunicação. São Paulo, Summus.

Cotter JR. (2006). Teaching Innovation Award. Center for Teaching and Learning Resources 10-15. Disponível em: <http://medicine.buffalo.edu/biochemistry/research/core_facilities_andsharedresources.host.html/content/shared/smbs/core_resources/histology.html>. Acesso em 18 de maio de 2014.

Duso, L. (2009). Uso de ambiente virtual de aprendizagem de temas transversais no ensino de ciências. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia . 2 (3), 60-76.

Filatro, A. (2008). Design instrucional na prática . São Paulo: Pearson Education do Brasil.

Krasilchik, M. (2005). Prática de Ensino de Biologia . 4.ed. São Paulo: Edusp.

Limas, J. C. O; Cassol, M. P; Marqueze, M. (2003). Ambientes virtuais de aprendizagem e a ação docente. 10º Congresso Anual da Associação Brasileira de Educação a Distância. Brasília.

Messa, W. C. (2010). Utilização de Ambientes Virtuais de Aprendizagem - AVAS: A Busca por uma Aprendizagem Significativa. Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância. 9.

Moita, F. M. G. S. C. (2007). Game On: jogos eletrônicos na escola e na vida da geração @. São Paulo: Alínea.

Montanari, T. and Borges, E. O. (2012). Museu Virtual do Corpo Humano: Ambiente Virtual de Aprendizagem para o Ensino de Ciências Morfológicas. Novas tecnologias na educação. 10 (3), 1-11.

Panteli, N. (2009). Virtual Social Networks: Mediated, Massive and Multiplayer Sites, Palgrave- Macmillan, Hampshire. UK.

Pereira, A. (2007). Ambientes Virtuais de Aprendizagem: em diferentes contextos. Rio de Janeiro: Ciência Moderna Ltda.

Pretto, N. L. (1999). Políticas públicas educacionais: dos materiais didáticos aos multimídias. Trabalho apresentado na 22ª Reunião Anual da ANPED Caxambu-MG.

Sancho. J. M. (1998). Para uma tecnologia educativa . Porto Alegre; Artmed. 1998.

Seabra, C. (2010). Tecnologias na escola . Porto Alegre: Telos Empreendimentos Culturais.

Tajra, S. F. (1998). Informática na educação: professor na atualidade. São Paulo, Érica.

Veen, W. and Vrakking, B. (2009). Homo Zappiens: educando na era digital. Porto Alegre: Artmed.

Publicado
2015-03-06
Cómo citar
de Lima Almeida, F., & Gonçalves da Silva Cordeiro Moita, F. M. (2015). Biologando: a tecnologia digital no ensino de Biologia / Biologando: Digital Technology in Teaching Biology. Revista Internacional De Aprendizaje En Ciencia, Matemáticas Y Tecnología, 2(2). https://doi.org/10.37467/gka-revedumat.v2.918
Sección
Artículos